Menu

Alfazema

Da família Labiadas conhecida também como lavande, de origem Européia, aclimatada no Brasil. Caule estirado, esgalhado. Folhas sésseis, ensiformes. Flores amarelas, violáceas, dispostas em círculos.

Alfazema para que serve?

Também conhecida no Brasil como lavanda de nome científico Lavandula Vera, possui seus valores terapêuticos recomendados para anúria, amenorreia, apoplexia, asma, afecções do fígado e do baço, blenoragia, cãibras, clorose, cólicas intestinais, dispepsia, dores de cabeça, enxaqueca, escrófulas, gota, hipocondria, inapetência, icterícia, leucorréia, nervosismo, neurose cardíaca, reumatismo, tonturas, ventosidades

Como usar a planta alfazema

Aplicam-se topicamente cataplasmas quentes, com folhas cozidas para acalmar as nevralgias e dores reumáticas. Usa-se toda a planta

Dose: Uso interno, 8 gramas para um litro de água; use 3 a 4 xícaras por dia

Chá de Alfazema

O chá de Alfazema é ótimo para tratar problemas de má digestão, irritações no estômago, enxaquecas, espasmo e asma bronquica e pode ser preparado do seguinte modo:

Ingredientes:

  • 70 g de flores de Alfazema;
  • 1 L de água fervente.

Modo de Preparo: 

  • Numa panela, quando a água estiver a ferver adicionar as flores de Alfazema e deixar ferver durante 5 minutos. Passado esse tempo, retirar do fogo e deixar repousar durante 10 minutos, coando sempre antes de beber.

Flor de alfazema

lavanda é uma das poucas flores que basta a gente fechar os olhos para seu perfume vir à mente. Pudera, ela contém um dos óleos essenciais mais usados no mundo, base para uma infinidade de cremes, shampoos, amaciantes e outros produtos de beleza e limpeza. Os romanos usavam a lavanda para lavar roupa, tomar banho e aromatizar ambientes e foram os primeiros a se beneficiar das propriedades calmantes da flor, empregada até hoje para controlar insônia, estresse e ansiedade, além de manter as traças afastadas das roupas guardadas.